Renovada em mais de 60%, Câmara perde nomes tradicionais
Julio Cesar Saes foi o vereador mais votado dessas eleições municipais; ele teve 319 votos
Renovada em mais de 60%, Câmara perde nomes tradicionais
VEREADORES - Macatuba reelegeu cinco dos seus 13 vereadores - Foto: Arquivo/OECO
Macatuba reelegeu cinco dos seus 13 vereadores. Foram reconduzidos para o próximo mandato os vereadores Julio Cesar Saes (PP), Marcos Goes (PSB), Silvia Pedroso (PSDB), Sebastião Cândido de Moraes (PR) e Eduardo Genovez (PV). Genovez é único entre os reeleitos que já cumpriu mais de um mandato, tendo assumido em 2008. Seis dos atuais vereadores concorreram e perderam as eleições e outros dois não apresentaram candidatura. Os derrotados de mais tradição política no município são Jorgivaldo Teles Santana, o Vava e Wilson Barbirato, ambos do PPS. O primeiro esteve impugnado e o segundo, mesmo fazendo 187 votos, mais do que o ultimo dos eleitos, não retornará à Câmara porque a soma de votos do seu partido não foi suficiente para conquistar uma cadeira. José Antonio Tavano (DEM), vereador desde 2004, não voltará porque é um dos que desistiu de concorrer. 
Julio Cesar Saes, o vereador mais votado, disse a O ECO que a sua grande preocupação continua voltada para a arrecadação do município, ultimamente penalizado pela retirada de uma parte do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do setor canavieiro. Ele é um dos que trabalham para a volta do tributo como meio de sustendo ao município. Mas adiantou que, a exemplo do que já vem fazendo, continuará realizando gestões políticas junto a deputados federais e estaduais de suas relações em busca de emendas parlamentares e da aprovação de convênios que possam trazer aos macatubenses aquilo que o orçamento municipal não pode adquirir. “A saúde está bem defasada em Macatuba e hoje é nossa prioridade, tanto a área de pronto socorro, quando de exames e remédios para a população” – disse. 
Julinho, como é carinhosamente conhecido, disse que sempre acreditou na reeleição, mas não esperava ser o mais votado, pois muita gente amiga também se candidatou e isso acaba dividindo muito o colégio eleitoral. Afirmou ter ficado feliz e motivado a atuar ainda mais forte na busca da solução para os problemas da cidade. Fez questão de dizer que prefere agir coletivamente, não em iniciativas individuais.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2019 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia