Publicidade
Publicidade
Publicidade
Ministério Público pede informações sobre convênios da ASP
Prefeitura e a atual diretoria da associação prestaram informações à promotoria sobre a sistemática de pagamentos
Ministério Público pede informações sobre convênios da ASP
JUSTIÇA – Promotoria pediu informações sobre convênios ASP; pedido foi feito após entidade revelar dívida de R$ 529 mil - (Foto: Elton Laud/O ECO)
A promotora Débora Orsi Dutra, titular da 2ª Promotoria da Comarca, oficiou à Prefeitura e a ASP (Associação dos Servidores Municipais de Lençóis Paulista) pedindo informações sobre como se processavam os convênios entre o município (empregador), a associação de classe e os estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços da cidade. Essa ação decorre de noticias sobre supostas irregularidades, inclusive a existência de uma ação de apresentação de documentos movida contra a diretoria presidida pelo vereador Jonadabe José de Souza, cujo mandato encerrou-se no dia 19 de outubro do ano passado.
A resposta da Prefeitura foi de que a ASP apresenta mensalmente a relação de despesas dos servidores, seus associados, dos quais é feito o desconto nos holerites e as importâncias repassadas à associação, para que esta faça o pagamento aos comerciantes ou prestadores dos serviços. 
O segundo secretário da atual diretoria da ASP, Edson Rilichias da Silva, disse ao O ECO que também informou à promotoria aquilo que apurou na associação – depois de fazer levantamentos junto à Unimed, Receita Federal e estabelecimentos conveniados – e colocou-se à disposição para fornecer outras informações que vierem a ser levantadas e possam interessar às apurações. O secretário não divulga essas informações, por terem sido produzidas mediante requisição do Ministério Público, mas afirma que as mantém arquivadas na entidade e as divulgaram para os associados interessados.
Dentro de sua política de transparência, a associação deverá apresentar aos associados boletins informativos sobre as atividades financeiras, inclusive sobre como vai administrando o passivo de R$ 529 mil recebido da diretoria anterior.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia