Publicidade
Publicidade
Publicidade
Construção civil puxa a recuperação de empregos em janeiro
Vagas em Lençóis cresce, ao contrário do que ocorre no país, no estado e na região; construção e agropecuária aumentam
Construção civil puxa a recuperação de empregos em janeiro
EMPREGO – Dados do Caged mostraram Lençóis mais contratou que demitiu; construção civil foi destaque - (Foto: Divulgação)
O mercado de trabalho cresceu 10 vagas durante o mês de janeiro, numa tendência contrária ao ocorrido em nível nacional (menos 99.694 vagas), estadual (menos 27.056) e regional (menos 788), segundo a estatística do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho. O setor que mais empregou foi o da construção civil, aumentado em 115 postos de trabalho (160 admissões e 45 demissões), seguido da agropecuária, com mais 42 empregos (99 admissões e 57 demissões). O setor extrativo cresceu apenas um emprego. 
O banco de dados revela que quem mais perdeu vagas é a indústria de transformação, que encolheu 95 vagas (149 admissões e 245 demissões), seguido do comércio, menos 43 postos (98 admissões e 141 demissões) e serviços, menos 8 empregos (134 admissões e 142 demissões). A administração pública teve apenas uma demissão e nenhuma admissão. 
“Nos fechamos2015 com mais demissões do que contratações. Agora, o comportamento de janeiro nos leva a crer que a cidade volta a crescer em bom índice. Historicamente, depois de janeiro e fevereiro, temos um melhor desempenho na economia por conta do inicio da colheita da cana-de-açúcar, que é significativa no nosso município” – disse o diretor municipal de Desenvolvimento, Altair Aparecido Toniolo, o Rocinha.  Ele destacou a importância do setor de construção, que puxa a empregabilidade, e manifestou sua preocupação com a indústria, que diminuiu a oferta.
“Os números do CAGED de janeiro, embora não sejam tão expressivos, demonstram que cidade vem atravessando com certo equilíbrio esse momento de crise na economia nacional. Isso é uma característica da economia local. Lençóis é uma cidade que tem grande diversificação de atividades econômicas, empresas economicamente consolidadas, que vêm superando as dificuldades da conjuntura geral e mantendo seus negócios em operação. Eu tenho certeza que Lençóis vai sair muito antes de outras regiões da crise, pela força empreendedora de seus cidadãos” – afirmou o diretor. Também lembrou que o município investe continuamente na qualificação de mão-de-obra, apoio ao empreendedor e que essas ações são mais identificadas em momentos de crise como o que hoje o país, o estado e a própria região enfrentam.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia