Publicidade
Publicidade
Publicidade
Macatuba assina convênio com Fehidro para limpar lagoa da ETE
Obra está orçada em R$ 470 mil, dos quais R$ 446 mil do Estado e R$ 23,5 mil do município
Macatuba assina convênio com Fehidro para limpar lagoa da ETE
AMBIENTE - Lago de Tratamento de Esgoto vai passar por limpeza e desassoreamento - (Foto: Divulgação)
O prefeito Tarcisio Abel assinou na quarta-feira (9), convênio com o Governo do Estado para executar o projeto de limpeza e desassoreamento da lagoa da Estação de Tratamento de Esgotos de Macatuba. A obra está orçada em R$ 470 mil, sendo que sua execução será realizada com recursos estaduais (R$ 446 mil) e municipais (R$ 23,5 mil).
Em janeiro deste ano, a Prefeitura recebeu da área técnica do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo) a confirmação da aprovação do projeto apresentado pelo município. Segundo o projeto aprovado, a metodologia a ser aplicada na limpeza da lagoa usa tubos geotéxteis que recebem o lodo para secagem em uma draga. O rejeito líquido percolado é devolvido para o sistema para continuidade do tratamento. Como os tubos são assentados sob uma base impermeabilizada, não há risco de contaminação do subsolo.
O desassoreamento é necessário porque, com o passar dos anos, materiais sólidos - como terra e areia que vêm pela rede de esgoto - se acumulam no fundo da lagoa, diminuindo sua lâmina de água e reduzindo o volume de esgoto tratado pela ação das bactérias anaeróbicas. A remoção do lodo melhora a eficiência do sistema no tratamento de esgotos.
O prefeito macatubense reforçou que o projeto segue critérios técnicos para executar uma ação importante para a preservação do meio ambiente. “A intervenção técnica que estaremos realizando na lagoa está em sintonia com o que preconizam os órgãos ambientais do Estado. A assinatura do convênio em São Paulo formaliza uma etapa importante para que possamos investir esses recursos na nossa Estação de Tratamento de Esgotos”, comentou Tarcisio.
A próxima etapa é iniciar o processo de licitação para contratação de empresa especializada na área para execução da obra. A estimativa técnica é de que a lagoa comece a ser desassoreada ainda neste ano. (com assessoria de imprensa)
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia