Publicidade
Publicidade
Publicidade
Casos de dengue têm redução de 76,9% no início do ano na região
Macatuba ainda não registro nenhum caso este ano; Agudos, Lençóis e Areiópolis têm nove, seis e um casos, respectivamente
Casos de dengue têm redução de 76,9% no início do ano na região
DENGUE - Apesar da redução dos casos, combate ao mosquito deve continuar - (Foto: Divulgação)
O ano mal havia começado e o mosquito Aedes aegypti já estava dando as caras na região. Os primeiros casos de dengue em Lençóis Paulista e Agudos, registrados em janeiro, davam conta que 2016 seria mais um ano difícil. Porém, o que se tem visto é o contrário. O número de casos na região caiu consideravelmente em comparação ao mesmo período do ano passado.
Em Lençóis Paulista, por exemplo, segundo dados da Diretoria de Saúde, que constam em matéria publicada pelo Jornal O ECO na primeira semana de março de 2015, existiam 19 casos confirmados no período, sendo nove autóctones (contraídos no município) e 10 importados. Entre as 85 notificações que já haviam sido feitas, 18 exames tinham dado negativo e outros 48 aguardavam resultado.
Este ano, até a tarde de segunda-feira (14), segundo a Diretoria de Saúde, dos 52 casos suspeitos de dengue notificados, 24 haviam dado negativo, 22 aguardavam resultado e apenas seis foram confirmados (um autóctone e cinco importados). O número representa um redução de 68,4% em relação a 2015.
Agudos, que no mesmo período de 2015 já havia registrado 36 casos de dengue, sendo 34 autóctones e dois importados, segundo a Secretaria de Saúde, até a manhã desta terça-feira (15) registrava nove casos positivos da doença, todos autóctones. Uma redução de 75%. Os casos notificados, bem como os exames que aguardam resultados, não foram divulgados pela Secretaria nem esta semana nem em 2015.
Em Macatuba a situação é mais confortável ainda. A cidade não registrou nenhum caso de dengue este ano. Das nove notificações de casos suspeitos, oito exames deram negativo e um ainda aguarda resultado. Em 2015, a essa altura, a cidade já registrava 10 casos confirmados, sendo oito importados e dois autóctones. A quantidade de notificações no período em 2015 não havia sido divulgada.
Já em Areiópolis, segundo a Secretaria de Saúde, até o momento apenas um caso importado foi confirmado e outros 19 exames aguardam resultado. Na matéria publicada do ano passado a reportagem não obteve os dados da cidade.
Considerando apenas os dados de Lençóis, Agudos e Macatuba, na comparação com 2015 houve uma redução de 76,9% nos casos confirmados de dengue registrados nos primeiros dois meses e meio do ano. 
No entanto, essa redução não é motivo para relaxamento. Todas os respectivos setores responsáveis pelo controle de vetores nas quatro cidades informaram que as ações são permanentes e os trabalhos de combate ao mosquito e conscientização da população continuam, apesar da redução.
Todos sabem que além da dengue, o Aedes aegypti pode transmitir a febre chikungunya e o zika vírus. Portanto, todo cuidado é pouco.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia