Publicidade
Publicidade
Publicidade
Prefeitura formaliza compra da área para novo cemitério
Imóvel foi adquirido por R$ 150 mil, valor indicado por especialistas do mercado
Prefeitura formaliza compra da área para novo cemitério
ASSINADO - Odete Artioli Oliveira, representante dos proprietários da área, assina contrato de venda (Foto: Divulgação)
Na manhã desta quinta-feira, dia 17 de março, o prefeito Tarcisio Abel e a professora aposentada Odete Artioli Oliveira (representando os proprietários) formalizaram a transação de compra e venda da área de terra onde será implantado o novo cemitério municipal de Macatuba. Além da transferência das escrituras de posse, foi efetuado o pagamento pela aquisição do imóvel avaliado por especialistas do mercado imobiliário em R$ 150 mil.
“Nosso objetivo com esta compra e com o projeto de implantação do novo cemitério é planejar o futuro de Macatuba. É de conhecimento público que o cemitério atual está perto do seu limite de capacidade para novos sepultamentos. A nova área é bem maior que o cemitério atual, o que deixa esta questão resolvida pelos próximos cem anos. Estamos tratando agora de uma decisão importante para todas as famílias do município não apenas para o nosso tempo, mas também para as gerações que estão por vir”, avaliou o prefeito.
A área adquirida pela Prefeitura fica próxima e acessível ao perímetro urbano, à distância de 400 metros do asfalto da estrada da Jurema. “Diversos fatores técnicos e legais nos levaram à decisão de compra desta área. O valor pago pela terra está estritamente dentro da avaliação do mercado imobiliário local, cuja avaliação foi aferida por engenheiro credenciado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. A terra tem topografia plana, é próxima ao perímetro urbano, oferece o acesso é fácil e seguro, pois os cortejos fúnebres não precisarão transpor a rodovia. Teremos uma avenida de acesso com espaço para estacionamento de veículos. Estes e inúmeros outros fatores favorecem a aquisição da propriedade indicada”, complementou o prefeito macatubense. (com assessoria de imprensa)
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia