Publicidade
Publicidade
Publicidade
CEI da enchente ouviu comandante dos Bombeiros
Luiz Carlos Sabatini prestou depoimento na terça-feira; sargento disse que socorro seguiu regras da corporação
CEI da enchente ouviu comandante dos Bombeiros
INFORMAÇÃO Sargento Sabatini, comandante do Corpo de Bombeiros de Lençóis, prestou depoimento à CEI da Enchente - (Tiago Moreno/OECO)
A CEI da Enchente ouviu na última terça-feira o sargento Luiz Carlos Sabatini, do Corpo e bombeiros. O militar informou que a corporação atuou com 28 homens durante o sinistro que atingiu Lençóis Paulista nos dias 12 e 13 de janeiro e nos dias seguintes, até que a situação voltasse à normalidade. Durante sua exposição, disse que a Defesa Civil do município realizou um bom trabalho, mobilizando recursos para minimizar o sofrimento dos atingidos.
O sargento disse que essa enchente foi muito maior que as anteriores e que os trabalhos foram desenvolvidos conforme os manuais de socorro para esse tipo de evento, com a junção de esforços entre os órgãos de segurança, a prefeitura e o apoio de empresas e até da população voluntária. Além do seu depoimento, ele também disponibilizou a comissão uma série de fotografias da ação dos bombeiros no decorrer da enchente.
A CEI Já ouviu moradores, autoridades municipais e o comandante do Corpo de Bombeiros. Também já recebeu documentos diversos que deverão compor sua apuração. Na próxima terça-feira será ouvido o jornalista Billy Mao, que acompanhou profissionalmente a tragédia. Assim que já tiver reunido depoimentos e documentação suficientes para se fazer um juízo do ocorrido, os integrantes da CEI – vereadores Ailton Tipó Laurindo (PMDB), presidente, Jonadabe José de Souza (PTB), relator e Manoel dos Santos Silva (PSDB), membro – deverão cruzar as informações e produzirem o relatório final que será submetido à votação dos vereadores. Poderão sugerir medidas preventivas e até procedimentos contra possíveis culpados.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia