Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais de cinco mil pessoas acompanham desfile cívico de aniversário
Com tema inspirado nas Olimpíadas, escolas, entidades e atletas homenagearam a Cidade do Livro
Mais de cinco mil pessoas acompanham desfile cívico de aniversário
DESFILE - Mais de cinco mil pessoas, segundo a Polícia Militar, compareceram à Avenida Pe Salústio R. Machado na sexta-feira (29) - (Foto: Elton Laud)
Mais de cinco mil pessoas, segundo balanço da Polícia Militar, compareceram à Avenida Padre Salústio Rodrigues Machado na manhã desta sexta-feira (29) para acompanhar o desfile cívico em comemoração aos 158 anos de emancipação político-administrativa de Lençóis Paulista. O trafego de veículos na região foi interditado entre a Avenida Marechal Dutra e a Rua Coronel Joaquim Anselmo Martins, áreas de concentração e dispersão dos pelotões.
Por conta da passagem da Tocha Olímpica das Olimpíadas Rio 2016 pela cidade, prevista para o dia 17 de julho, o tema escolhido este ano foi “A Cidade do Livro nas Olimpíadas: Fazendo História e Formando Campeões”, e as cerca de três mil pessoas desfilaram trouxeram para a avenida um pouco de cada modalidade esportiva presente nos Jogos.
Além das já tradicionais participações dos alunos das escolas municipais, estaduais e particulares, entidades e bandas marciais, cerca de 250 atletas das equipes e projetos esportivos da cidade e integrantes dos grupos de teatro e dança da Casa da cultura Prof.ª Maria Bove Coneglian também marcaram presença.
No palco montado na esquina com a Rua Pedro Natálio Lorenzetti, a prefeita Bel Lorenzetti e o vice, José Antonio Marise, acompanharam a passagem e evolução dos pelotões ao lado de alguns vereadores, diretores da administração municipal e demais autoridades. Um dos pontos altos do desfile foi a passagem da Tocha Olímpica simbólica pela avenida feita pelo grupo de dança Street Star.
 
Atingidos pela enchente protestam durante desfile
Um grupo de cerca de 30 pessoas aproveitou o momento de festa para protestar e pedir mais atenção às vitimas da enchente que atingiu o município nos dias 12 e 13 de janeiro deste ano.
Com camisetas estampando as frases "Queremos mais ajudas para as vítimas da enchente" "Cadê a draga" e "Queremos o fim das represas irregulares", além de cartazes com fotos do dia da tragédia e faixas pedindo justiça e solução definitiva para o problema, o grupo percorreu toda a extensão da avenida logo atrás do último pelotão do desfile.
Ao chegarem em frente ao palco onde estavam concentradas as autoridades, os manifestantes levantaram seus cartazes e em coro começaram a pedir por justiça, depois seguiram o percurso até a área de dispersão.
Convocado pela Amape (Associação de Moradores Atingidos Pela Enchente), o ato foi pacífico e transcorreu sem nenhum problema, segundo a Polícia Militar, que informou que o grupo pretendia desfilar com um carro de som, mas o ato não foi permitido. Aliás, por questões de segurança devido a grande movimentação de crianças pelo local, nenhum veículo teve permissão para desfilar.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia