Publicidade
Publicidade
Publicidade
Facilpa recebe cerca de 60 mil pessoas no último final de semana
Show da dupla Pedro Paulo e Alex no sábado bateu recorde de público, com aproximadamente 20 mil pessoas
Facilpa recebe cerca de 60 mil pessoas no último final de semana
ATRASADO - Algumas pessoas reclamaram bastante nas redes sociais do atraso do show da dupla Pedro Paulo & Alex - (Foto: Facilpa/Divulgação)
A 39ª edição da Facilpa (Feira Agropecuária, Comercial e Industrial de Lençóis Paulista) terminou no último domingo (15) com grande movimentação de público no recinto de exposições José Oliveira Prado, que teve os portões abertos durante o dia todo para receber os milhares de visitantes, que compareceram para passear com a família, levar os filhos ao parque de diversões e prestigiar as atrações que a programação reservou para o encerramento, como a exposição e julgamentos de cães, os shows com as bandas de rock locais, além, é claro, das finais do rodeio em touros e da prova de três tambores, da tradicional queima de fogos e do show da dupla sertaneja Teodoro & Sampaio, que encerrou o evento.
A organização calcula que cerca de 30 mil pessoas tenham passado pelo recinto apenas no domingo. A Polícia Militar estima que nos momentos de maior fluxo, como durante o show de Teodoro & Sampaio, a concentração tenha ficado em torno de 9 mil pessoas. No sábado, tanto a organização quanto a PM estimam um público de cerca de 20 mil pessoas no show da dupla Pedro Paulo & Alex. Já na sexta, a concentração de público ficou em torno de 9 mil pessoas nas duas estimativas. Os números somados contabilizam cerca de 60 mil pessoas, quase o dobro do que foi registrado nos primeiros dias de Feira, o que agradou bastante a organização.
"Não foi, de fato, a Feira que gostaríamos de ter feito. A crise afetou bastante, mas nos últimos dias ficamos bem contentes com o público. Terminamos mais uma Facilpa satisfeitos. Conseguimos fazer uma feira bonita, bem organizada e com shows de qualidade", destaca o coordenador da Facilpa, José Oliveira Prado.
 
INGRESSO SOLIDÁRIO
A campanha realizada no domingo para arrecadar recursos para a Rede do Combate ao Câncer e Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Lençóis Paulista, reflete o momento de crise. Apesar da grande movimentação durante o dia todo, foram arrecadados apenas R$ 2.510 com os ingressos solidários, valor que, dividido, rendeu R$ 1.255 para cada entidade. Já os valores arrecadados em benefício das famílias atingidas pela enchente de janeiro, provenientes da venda dos ingressos dos dias pagos - R$ 2 (ingresso comum) e R$ 1 (meia-entrada) -, ainda não foram contabilizados pela organização.
 
ATRASADO
Algumas pessoas reclamaram bastante nas redes sociais do atraso do show da dupla Pedro Paulo & Alex, que estava marcado para às 23h de sábado, mas teve início por volta das 2h, com quase três horas de atraso. Alguns disseram que tiveram que ir embora sem sequer ver o show, outros reclamaram de ter que ficar esperando com filhos pequenos. Ao ECO a organização disse que o show atrasou mais que o previsto por conta dos outros eventos e também da movimentação na portaria com pessoas chagando ao recinto até depois da meia noite.
 
Barraqueiros comemoram vendas dos últimos dias, mas revelam quedas
O último final de semana serviu para impulsionar as vendas dos barraqueiros, que se mostraram preocupados com a baixa média de público de alguns dias e contabilizaram quedas entre 20% e 40% nas vendas. A reportagem do jornal O ECO voltou a conversar com os expositores que havia entrevistado na semana passada e todos disseram que a boa movimentação dos últimos dias serviu para equilibrar um pouco as contas.
"Melhorou bastante em relação ao primeiro final de semana, mas ainda foi bem pior que nos anos anteriores. Vendi uns 10% a menos. Temos que agradecer que não choveu e que ontem (sábado) e hoje o público compareceu em peso", comenta Valdir Aragão da barraca do pastelão.
"Não posso dizer que vou sair daqui com prejuízo, mas esperava mais. Vendemos bem nesses dois últimos dias, mas as vendas ainda vão ficar uns 20% a baixo do ano passado. Para alguns foi um pouco melhor, mas para muitos foi ainda pior", revela Richard José Tedesco, do Rei da Calabresa.
Para alguns comerciantes, porém, nem o público dos últimos dias foi suficiente para evitar os prejuízos, sobretudo para alguns que não trabalham na área alimentícia, como Pedro Cosin, que montou uma barraca de brinquedos, acessórios e variedades. "Este ano foi péssimo. Até agora (tarde de domingo) vendi o suficiente para pagar o espaço (aluguel). Ainda tenho que cobrir a mercadoria e pagar o funcionário que contratei", lamenta.
 
Organização anuncia novidades para 2017
O coordenador da Facilpa comenta que os esforços se concentram agora na preparação para a comemoração dos 40 anos de Facilpa, em 2017, e adianta que algumas novidades já estão praticamente definidas. Uma das ideias seria a de realizar dois shows aos finais de semana como já acontece em outras feiras. Outra novidade é que a festa do ano que vem deve receber pela primeira vez as finais do Circuito Top Team, com os campeões de todas as etapas nacionais.
"Podemos adiantar que os melhores estarão aqui disputando uma grande premiação. Teremos a honra de sediar o encerramento da temporada 2016/2017 no primeiro final de semana, e abrir a temporada 2017/2018 na semana seguinte. Algo inédito", explica Prado. 
 
RODEIO - A etapa local do rodeio em touros do Circuito Top Team Cup terminou com José Vicente Assis Júnior conquistando o título. O peão da cidade de Ilha Solteira/SP somou 340,50 pontos, ficando à frente de Juarez Terra da Silva (Alteroza/MG), com 327,75 pontos; Edevaldo da Silva Ferreira (Andradina/SP), com 265,50; Adriano Guedes da Silva (Pereira Barreto/SP), com 264,00 pontos; e Paulo Alan Alves Silva (Pérola/PR), com 259,25 pontos. A premiação total foi de R$ 45 mil, sendo R$ 15 mil para o campeão e o restante dividido do 2º ao 5º colocados.
 
TRÊS TAMBORES - Na prova feminina de três tambores quem levou a melhor foi a jovem amazona Maria Luiza Basso, de Lençóis Paulista, que terminou a competição final com o tempo total de 44,097 segundos, desbancando Letícia do Vale (Presidente Prudente), com 44,625 segundos; Gabriela Vilela (Mendonça/SP), com 44,675 segundos; Melina Thomé (São Lourenço do Turvo/SP), com 44,694 segundos; e Thaís Borgonovi (Mirassol), com 44,880 segundos. A premiação total foi de cerca de R$ 15 mil, sendo R$ 3 mil para a campeã e o restante dividido entre as demais competidoras do 2º ao 5º lugar. 
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia