Publicidade
Publicidade
Publicidade
Dia D Mulher atende mais de 200 no Posto do Bocaiúva
Foram realizados 76 solicitações de mamografias, 133 exames de papanicolau, 83 exames de mama e 97 testes rápidos para DSTs
 Dia D Mulher atende mais de 200 no Posto do Bocaiúva
SAÚDE EM DIA - Mulheres aguardam atendimento durante a terceira edição do Dia D Mulher, de combate ao câncer de mama - (Digulgação)
A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Macatuba realizou no sábado (14) a terceira edição do Dia D Mulher, evento inteiramente dedicado aos cuidados com a saúde da mulher macatubense, principalmente à prevenção contra os vários tipos de câncer. Segundo o balanço divulgado pela Secretaria de Saúde, foram realizadas 76 solicitações de mamografias, 133 exames de papanicolau, 83 exames de mama e 97 testes rápidos para DSTs e Hepatite, além das consultas e orientações de saúde para todas as mulheres que procuraram o Posto de Saúde do Jardim Bocaiúva no dia do evento.
Participaram do Dia D Mulher 2016 as equipes especializadas em mastologia do Instituto da Mama de Botucatu, do Hospital Amaral Carvalho de Jaú e da enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde, realizando atendimentos médicos, palpação de mama, coleta de material no colo de útero, encaminhamentos para exames complementares e testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites (B e C), entre outros.
O médico Marcus Guazelli, mastologista do Centro de Diagnóstico de Doenças da Mama, de Botucatu, participou do evento e também deu atendimento gratuito no Dia D Mulher. “Nosso objetivo ao participar deste evento é colaborar para o rastreamento de casos de mulheres com problemas mamários. Destaco de forma principal o câncer de mama. As pacientes estão sendo examinadas, as mamas são palpadas e as pacientes de 50 a 69 anos são encaminhadas para realizar a mamografia de rastreamento. As pacientes em que identificados nódulos palpáveis também são encaminhadas para avaliação no Centro de Doenças da Mama, em Botucatu, já nesta próxima semana,” informou.
No momento em que atendeu a reportagem o médico já havia examinado mais de cem mulheres e disse que cerca de 70% das pacientes atendidas no Dia D Mulher haviam sido encaminhadas para exames complementares, como mamografia e ultrassonografia. Vale lembrar que a ação de atenção às mulheres se complementa com a realização de mamografias, ultrassonografia que são feitas gratuitamente no centro especializado de Botucatu. Ao final dos trabalhos, cerca de 200 exames foram realizados no Dia D Mulher 2016.
Segundo o doutor Marcus, o principal problema da mama é o câncer e o diagnóstico precoce do tumor melhora o prognóstico. “Ou seja, quando detectado o nódulo ainda pequeno, quando se detecta o câncer mais cedo, a chance de cura da paciente é bem maior”, avaliou.
O médico já participou das outras edições do Dia D Mulher e voltou a elogiar a iniciativa da Secretaria de Saúde de Macatuba de promover o evento. “Este tipo de ação é importante porque nós estamos lidando com a vida e a saúde das pessoas. Quanto mais cedo o diagnóstico do câncer de mama, mais possibilidade de cura nós teremos para as mulheres que, infelizmente, são acometidas pela doença. Quando se identifica a doença precocemente, a quantidade de sessões de quimioterapia será menor, a cirurgia oncológica será menos extensa, será menor a mutilação da mama desta mulher,” orientou.
Doutor Marcus reforçou que o objetivo da equipe de mastologistas ao apoiar a prevenção do câncer é poder devolver a paciente à sociedade em melhores condições de vida de saúde após o tratamento. “O procedimento precoce evita que a paciente precise de intervenções ainda mais profundas, com todos os efeitos colaterais de um tratamento quimioterápico. Sendo assim, o diagnóstico precoce do câncer de mama através de mamografia, palpação das mamas e ultrassonografia é fundamental para a saúde pública”, disse e completou: “O uso da quimioterapia será menor se identificarmos o tumor abaixo de um centímetro e com axila negativa, antes que ele migre para pulmão, fígado, coluna e outros órgãos, gerando uma perda grande na qualidade de vida desta mulher. Infelizmente, o câncer pode levar a paciente à morte.”
Vale lembrar, o câncer de mama é a principal patologia maligna da mulher. De todos os tumores cancerígenos que acometem as mulheres no Estado de São Paulo, o mais frequente é o câncer de mama. É também o tipo de câncer que mais mata a mulher. “Mata mais que o câncer de pele, de colo do útero, de intestino, pulmão e outros”, completou o médico.
Sobre os atendimentos em Macatuba, doutor Marcus informou que nenhum caso chamou a atenção da equipe médica nesta ação. “Isso significa que foram realizadas campanhas anuais como esta e durante todo ano. Os médicos que estão atendendo nos postos de saúde de Macatuba estão fazendo o papel deles, que é examinar a paciente, solicitar a mamografia e colaborar para o diagnóstico precoce. Percebo esta mudança desde que começamos a fazer estas campanhas preventivas. Não pegamos mais tumores avançados em Macatuba e isso é muito bom, como aconteceu também em Botucatu. Não fiz nenhum diagnóstico de tumor localmente avançado no dia de hoje, aqui em Macatuba. Isso me deixa muito feliz”, finalizou.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia