Senta que lá vem história, e é on-line
Pela internet, Leda Fernandes entretém crianças e adultos com contação de histórias
Senta que lá vem história, e é on-line
ENTRETENIMENTO - Com transmissões pelas redes sociais, Leda Fernandes conta diversas histórias para crianças e adultos (Foto: Arquivo Pessoal)
O acesso à internet pode levar as pessoas para muitos lugares, inclusive para dentro dos livros. Essa é a proposta da contadora de histórias, professora de teatro e atriz, Leda Fernandes. Há 18 anos ela realiza o projeto “A Hora do Conto”, com contação de histórias em bibliotecas, feiras literárias e eventos variados. Mas, em tempos de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), para evitar aglomerações sem deixar ninguém longe do contato com a literatura, ela começou a levar as histórias ao seu público de um jeito diferente, através das redes sociais.
“Diante dessa situação, me deparei com tempo ocioso e sabia que eu podia contribuir com os pais, crianças e todos que estão 90% do tempo em frente à internet”, conta a atriz, que destaca que o contato com a literatura traz inúmeros benefícios. “Acredito que as histórias promovem oportunidades de encontros consigo mesmo, de estreitamento de laços entre as pessoas, aumento de argumentos, crescimento de vocabulário, além de ser, também, oportunidade de fortalecimento do lado psicológico e emocional de todos que ouvem”, completa.
O COMEÇO DE MUITOS CAPÍTULOS
Leda descreve que a primeira contação aconteceu de forma amadora e despretensiosa, no primeiro domingo da quarentena, dia 22 de março. Desde então, ela ganhou reforço na equipe com a ajuda do fotógrafo Thiago Cardinali e do filho João Pedro Fernandes Bernardo. Já são 22 livros compartilhados on-line, entre os títulos, a maioria infantis, teve “O sapo e o canto do passarinho”, “Hugo”, “A máquina de abraçar”, “Nhac”, “Sábado na livraria” e “Romeu e Julieta”. E Leda ressalta que vem muito mais por aí. “A partir desta semana, as lives são de segunda, quarta e sexta-feira, às 19h, e domingo às 16h, além das lives extras surpresas”, diz.
E enquanto o dia da história não chega, para manter a interação dos pequenos, ela propõe votações on-line para a escolha de acessórios que irá usar na próxima contação. Cada live transmitida por ela tem de uma a duas histórias para interagir com o público, desde os bebês até crianças a partir dos três anos. “Sempre escolho as histórias que falam comigo e para mim. Gosto das histórias que valorizam a inteligência das crianças e oportunizam um olhar abrangente sobre as coisas. Gosto dos conflitos e das histórias que podem não acabar no famoso ‘viveram felizes para sempre’”, diz.
DOS PEQUENOS AOS GRANDINHOS
Engana-se quem pensa que tem sido só as crianças as encantadas pelo universo da literatura virtual. Leda conta que jovens e adultos também têm seguido o projeto, motivo que a fez traçar novos rumos, como “O minuto do poema”. “Trago poemas de Cora Coralina, Vinícius de Moraes, Mário Quintana, Florbela Espanca, que são gravados semanalmente e postados toda quinta-feira, à noite”.
Para o próximo dia 30 ela organizou um bate-papo com a psicóloga Silmara Ferreira para falar sobre o papel das histórias e da educação socioemocional. Assunto de gente grande que vale a pena assistir.
UMA PÁGINA DE AGRADECIMENTOS
Se a história é transmitida on-line o retorno do público também vem por meio das redes. “Muitas mães me enviam vídeos, fotos, desenhos que as crianças fazem para mim e muitas mensagens de gratidão e carinho. Minhas caixas de mensagens estão cheias de mensagens e transbordando de amor e gratidão”, conta.
A atriz revela que não é só quem a assiste que tem se beneficiado do projeto. “Tenho saído (de casa) quando estritamente necessário. No começo foi muito difícil, as aulas foram suspensas, as apresentações e outros trabalhos também, mas percebi que dependia de mim fazer do limão, a limonada, e assim tenho feito. As histórias nesse momento, me proporcionaram conhecer mais esse mundo virtual, do imenso alcance que tem, e tenho me desafiado a fazer o meu melhor, sempre, como em tudo que faço”, finaliza.
AGENDA  
A próxima história contada pela atriz Leda Fernandes será “Chapeuzinhos Coloridos”, amanhã (19), às 16h. Quem se interessar pode acompanhar pelo Facebook (facebook.com/ledafernandes.946) ou pelo Instagram (www.instagram.com/ledafernandesteatro).
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2020 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia