Ato cívico comemora 162 anos de Lençóis Paulista
Evento acontece na Sala de Sessões Mário Trecenti e não será aberto ao público por conta da pandemia do novo coronavírus
Ato cívico comemora 162 anos de Lençóis Paulista
SEM FESTA NA AVENIDA - Tradicional Desfile Cívico do aniversário de Lençóis Paulista não será realizado em decorrência da pandemia do novo coronavírus
Boca do Sertão, Princesinha dos Canaviais, Cidade do Livro e, daqui a pouco, Capital Nacional do Livro. Essa é Lençóis Paulista, que completa na próxima terça-feira (28) 162 anos de emancipação político administrativa. Pensando em resguardar a população e incentivar o isolamento social, ferramenta mais eficiente contra disseminação do novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal decidiu inovar. Como o Desfile Cívico e os eventos da programação de aniversário foram cancelados por conta da pandemia, a Administração, em parceria com a Câmara Municipal, realiza na data um ato cívico para celebrar o aniversário. A cerimônia acontece a partir das 9h, na Sala de Sessões Mário Trecenti.
Para evitar aglomerações, o evento não será aberto ao público, que poderá acompanhar a transmissão ao vivo pelas plataformas sociais da Prefeitura (www.facebook.com/prefeituralencoispaulista) e da Câmara Municipal (www.facebook.com/camaralencois1/). Vale lembrar que é a primeira vez que um ato cívico em comemoração ao aniversário da cidade é realizado a portas fechadas.
BRAVA GENTE LENÇOENSE
O prefeito Anderson Prado de Lima (DEM) lembrou que, apesar da Situação de Emergência decretada no município, o 28 de abril é a data mais importante no calendário local. “Neste ano, o aniversário de Lençóis Paulista não terá o brilho de nosso Desfile Cívico, com nossas crianças mostrando sua alegria contagiante, o figurino especial, as bandas, fanfarras, nossas entidades e a participação da comunidade. Com este ato cívico, vamos renovar nossa confiança, nosso amor, nossa solidariedade em cada ato, em cada oração. Convido todos os lençoenses para, juntos, continuarmos trabalhando com afinco e determinação. Com certeza sairemos fortalecidos nesta crise. Que este 28 de abril seja o início do recomeço, que a brava gente lençoense continue inspirada em todos os momentos, superando todos os desafios, construindo uma cidade desenvolvida e próspera”, pontuou.
HISTÓRIA
A povoação na região teve início em meados do século XIX, quando o sertanista mineiro, José Teodoro de Souza, fixou residência no local. Uma outra versão atribui a fundação a Francisco Alves Pereira que, desligando-se de uma caravana destinada a Goiás, explorou o rio, mais tarde chamado “Lençóis”, porque suas espumas brancas eram semelhantes a lençóis.
O patrimônio do Bairro de Lençóis (na época se escrevia Lençóes), no território de Botucatu, teve início com a construção da capela em louvor à Padroeira Nossa Senhora da Piedade, sendo elevado à Freguesia em 1858. Poucos anos depois, 1865, foi elevado à condição de Município. 
Por existir na Bahia uma localidade chamada Lençóis, mais antiga, sua denominação foi alterada em 1944, para Ubirama. O primitivo nome foi novamente adotado em 1948, acrescentando-lhe “Paulista” para diferenciar da cidade baiana. Hoje, Lençóis Paulista colhe os frutos de uma cidade que olha para o futuro. O comércio e a indústria são fortes, e grandes empresas veem a cidade como um investimento certeiro.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2020 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia