Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lençoense paga o etanol mais caro da região
Consumidores reclamam, mas revendedores justificam que o preço praticado aqui é o correto
Lençoense paga o etanol mais caro da região
PREÇO Lençoenses reclamam do valor do etanol que caiu em praticamente todas as cidades da região
O litro do etanol nas bombas de abastecimento de Lençóis Paulista foi comercializado ontem entre R$ 2,19 e 2,39, segundo levantamento feito por ECO nas cidades da região. Os números mostraram que o lençoense está pagando o maior valor do litro do etanol, levando em conta Bauru, Agudos, Macatuba, Pederneiras e Jaú.
O valor praticado tem causado protesto de consumidores que se manifestam principalmente através das redes sociais ao verificarem que o combustível, produzido tanto em Lençóis quanto na vizinha Macatuba, é comercializado em Bauru, distante 38 quilômetros daqui, até por R$ 1,78 o litro. Iraci, que ontem abastecia o seu carro num dos postos que praticam o menor preço na praça, disse que “Lençóis tem o álcool mais caro do país, nem parece que é fabricado aqui”.
O gerente do estabelecimento, Carlos Andre Salvadeo, disse que sua empresa, integrante de uma rede, tem por base o custo para a fixação do preço de revenda e evita ao máximo os custos paralelos, para poder manter uma tabela atrativa à clientela. Falou, inclusive, que a transportadora pertencente ao mesmo grupo, sempre que é possível, transporta ao álcool direto da usina para o posto, para evitar custos de transporte até seu depósito e de lá para o ponto de venda ao consumidor.
O analista de sistemas Fabio Henrique Ceschini, disse como se protege do preço alto: “Faz um 10 anos que não abasteço em Lençóis Paulista. Geralmente abasteço na estrada. Em São Manoel, por exemplo, eu paguei R$ 1,80 no litro do álcool. Em Bauru o preço também é mais barato. Compensa ir para lá fazer uma compra e encher o tanque”, declarou.
 
REVENDEDORES
Apesar das queixas do consumidor, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis de Bauru, José Antonio Reghine, disse ontem a O ECO que a situação atípica não é a de Lençóis, mas a de Bauru, onde uma guerra de preços há muito tempo vem derrubando os preços e chega até a inviabilizar alguns revendedores. “Hoje temos uns dez postos fechados, porque seus donos não aguentaram trabalhar nesse quadro de competições” – afirmou, lembrando que entre os fechados existem estabelecimentos localizados nas principais avenidas da cidade, em áreas onde no passado se comercializou grandes galonagens de combustíveis. Além do fechamento dos postos, muitos deles têm trocado de donos com frequencia, disse.
Para Reghini, que ontem se encontrava em Assis e viu o etanol vendido a R$ 1,69 o litro, tudo é uma questão aritmética. Existe o preço da mercadoria e a margem de lucro estabelecida para as distribuidoras e os postos. Tudo o que fugir dos níveis fixados em estudos, pode até atrair clientela, mas compromete a saúde financeira do negócio. 
 
Levantamento dos preços dos combustíveis na região
Lençóis
Etanol - R$ 2,19 a R$ 2,39
Gasolina - R$ 3,48 a R$ 3,59
Diesel - R$ 2,95 a R$ 3,04
Agudos
Etanol - R$ 2,17 a 2,19
Gasolina – R$ 3,57 a R$ 3,59
Diesel – R$ 2,89 e R$ 2,91
Macatuba 
Etanol – R$ 2,38
Gasolina – R$ 3,59
Diesel – R$ 2,99
Pederneiras
Etanol – R$ 2,19
Gasolina – R$ 3,69
Diesel – R$ 3,04
Bauru 
Etanol – R$ 1,78 a R$ 2,29
Gasolina – R$ 3,23 e R$ 3,59
Diesel – R$ R$ 2,64 a R$ 2,99
Jaú
Etanol – R$ 1,89 a R$ 2,09
Gasolina – R$ 3,49 a R$ 3,65
Diesel – R$ 2,83 e R$ 3,69
Fontes – Pesquisa O ECO – Levantamento ANP
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia