Publicidade
Publicidade
Publicidade
Operação da Civil prende 41 pessoas em Lençóis Paulista
Ação envolveu 178 policiais da região; Duas pessoas presas na quarta-feira haviam sido presas em operação realizada em 2011
Operação da Civil prende 41 pessoas em Lençóis Paulista
MEGAOPERAÇÃO - Cerca de 170 policiais civis de toda região participaram de operação
Cerca de 50 mil ligações telefônicas interceptadas pela Polícia Civil com autorização da Justiça, levaram à prisão 41 pessoas na quarta-feira, 27 de janeiro. As investigações duraram quatro meses, segundo o delegado titular de Lençóis Paulista, Luiz Cláudio Massa. Nos telefonemas, negociações sobre tráfico de drogas e até pessoas tramando atentados contra policiais.
A ação comandada por Massa envolveu 178 policiais civis de diversas delegacias seccionais da região. A megaoperação teve início por volta das 4h da quarta-feira e se estendeu durante todo o dia. As 41 pessoas presas estão diretamente envolvidas com tráfico de drogas comandado do interior presídios.
Dos 48 mandados de busca e apreensão, 43 deles foram cumpridos em Lençóis Paulista, um em Bauru e quatro em Botucatu. Das 41 pessoas presas em Lençóis Paulista, são 28 homens, 11 mulheres e dois adolescentes. Sete pessoas continuam foragidas.
Segundo o delegado Luís Claudio Massa, os integrantes compravam drogas no Paraguai e na Bolívia e distribuíam na região. As investigações também mostraram que a quadrilha controlava bocas de fumo em várias cidades fornecendo drogas e recebendo uma porcentagem de tudo que era vendido.
Todos os envolvidos tiveram decretada a prisão temporária de 30 dias e foram transferidos para presídios da região. Ainda segundo o delegado Luiz Cláudio Massa, um dos líderes da quadrilha foi preso ano passado em Lençóis Paulista pela Polícia Militar acusado de tráfico de drogas. Ele era considerado um dos maiores pichadores da cidade e se identificava com o codinome Máfia. De dentro de um presídio, ele controlava o tráfico na cidade através de ligações telefônicas.
Ainda segundo a polícia, ao menos duas pessoas presas nesta quarta-feira já haviam sido presas em 2011, quando a Polícia Civil deflagrou a primeira megaoperação em Lençóis Paulista que prendeu 47 pessoas na cidade. Eles cumpriram pena, estavam em liberdade, mas também tiveram conversas telefônicas interceptadas pela polícia. "Temos provas robustas contra essas pessoas presas", disse Massa, ao afirmar que outras pessoas ainda devem ser presas pelo mesmo crime. Em março de 2014, em uma outra grande operação a Polícia Civil prendeu 19 pessoas pelo mesmo crime.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia