Publicidade
Publicidade
Publicidade
Marise deixa a direção do SAAE e anuncia pré-candidatura a prefeito
Seu propósito é realizar contatos políticos até as convenções partidárias e, na campanha, mostrar o que pretende fazer
Marise deixa a direção do SAAE e anuncia pré-candidatura a prefeito
POLÍTICA - José Antonio Marise se afasta do Saae para concorrer à prefeitura de Lençóis Paulista - (Gabriel Cochi/ O ECO)
 
O vice-prefeito José Antonio Marise (PSDB) deixa hoje a direção do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) e a coordenadoria da comissão municipal da Defesa Civil. Sua saída atende ao estabelecido na Lei Complementar nº 64⁄90, que fixa os prazos para a desincompatibilização dos dirigentes, servidores públicos e integrantes de órgãos comunitários que desejem ser candidatos. Como as eleições este ano ocorrerão no dia 2 de outubro, os dirigentes de órgãos públicos – caso de Marise – têm de deixar a função 4 meses antes, isto é, hoje. Existem outros servidores e categorias que, pela lei, têm de sair 3 meses antes do pleito. Ainda existem outros que, se quisessem concorrer, deveriam ter deixado as funções seis meses antes do pleito, no dia 2 de abril (veja a tabela abaixo).
Pela primeira vez, o ex-prefeito disse que pretende concorrer novamente a principal cadeira do Executivo Municipal, na sucessão da prefeita Bel Lorenzetti (PSDB). “Vou empregar o tempo livre que agora terei nas articulações políticas que levarão à convenção do partido, me apresentando como pré-candidato” – disse ontem a O ECO, adiantando que, após as convenções, centrará sua campanha destacando sua experiência política e administrativa “já comprovada pela população” e na sua disposição de trabalhar muito para que o município enfrente a crise que hoje acomete o país em função dos erros na política econômica nacional e nos atos de corrupção que tem escandalizado a população através das revelações da Operação Lava-Jato. “Vou aproveitar os bons contatos que tenho tanto no PSDB quanto nos demais partidos para defender os interesses de Lençóis Paulista e, principalmente, lutar pela conquista de empreendimentos que favoreçam ao nosso povo” – afirmou.
Marise tem carreira política consolidada. Exerceu a vereança por dois mandatos (89 a 96), sendo presidente da Câmara Municipal no biênio 95-96. Ao final dos mandatos de vereador, candidatou-se à Prefeitura, mas ficou em segundo lugar, tendo sido eleito José Prado de Lima, o Pradinho, também ex-vereador. 
Em 2000, elegeu-se prefeito com 17.810 votos (65,15%) e em 2004 reelegeu-se com 18.221 (57,46%). Em 2012 elegeu-se vice-prefeito na chapa da prefeita Bel Lorenzetti, reeleita com 27,336 votos (84,36% dos votos válidos). Durante toda a administração de Bel, inclusive no primeiro mandato, quando o vice-prefeito foi Luiz Carlos Trecenti, dirigiu o SAAE (Serviços Autônomo de Água e Esgoto). Marise começou sua carreira política filiando-se ao MDB (antecessor do PMDB), no ano de 1987. Em abril de 2001, no seu primeiro mandato de prefeito, transferiu-se para o PSDB, onde milita até hoje.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia