Publicidade
Publicidade
Publicidade
Agudos tem três pré-candidatos a prefeito
Vices dos Octaviani formam chapa de oposição e tucano faz articulação para candidatura
Agudos, até agora, aponta três pré-candidatos a prefeito. O ex-prefeito Carlos Octaviani (PMDB), o atual vice-prefeito Altair Francisco Silva (PRB) e o vereador Farid Ayub (PSDB). Octaviani, que já governou a cidade durante oito anos e participou dos dois mandatos de seu sucessor e sobrinho Everton (PMDB), deverá levar o seu filho Fernando como candidato a vice-prefeito. Ele não confessa, mas essa solução familiar - ou puro-sangue, como diz - pode ser prevenção para não voltar a ocorrer o que se deu com os vice-prefeitos do seu mandato e dos do sobrinho. Altair, vice de Everton mudou de partido no ano passado e hoje é candidato a prefeito, levando como vice Jaime Caputti (PR), que foi o vice de Carlos.
A convenção do PMDB, que ainda não tem data marcada, deverá homologar uma coligação com dez partidos e a previsão de lançar 100 candidatos a vereador, todos vinculados às candidaturas majoritárias.
Altair Francisco Silva confirmou ontem a O ECO sua pré-candidatura, levando Jaime Caputti como vice. Perguntado de como define sua candidatura, classificou-a como uma opção ao eleitorado agudense, evitando críticas ao grupo político de Octaviani, ao qual ambos pertenceram por anos. Disse que a convenção está prevista para uma das duas últimas semanas de junho, quando deverão estar definidas as coligações e a chapa de candidatos a vereador. 
Farid Ayub também se confirma pré-candidato à Prefeitura, mas diz que o seu vice ainda depende de conversações que levarão à definição das coligações e da chapa de vereadores. Sua expectativa é ter o quadro montado até o dia 5 de julho, par a partir de então colocar a chapa, que deverá ser homologada na convenção, marcada para o dia 20 daquele mês. 
 
INDEFINIÇÃO
Na maioria das localidades, distância de um mês que nos separa do inicio das convenções – que serão realizadas entre 20 de julho e 5 de março – causa a indefinição dos possíveis candidatos. Em Macatuba, o prefeito Tarcisio Abel (PP) que, legalmente, pode ser candidato à reeleição, pois está no primeiro mandato, ainda não se definiu. O mesmo acontece com Amarildo Garcia Fernandes (PSDB), de Areipópolis, que tem evitado comentar sobre o seu posicionamento nas próximas eleições. 
Já em Borebi, o prefeito Manoel Frias (PR) definiu que não concorrerá à reeleição e disse ontem à tarde que seu partido provavelmente não apresentará candidato. O ex-prefeito Antonio Carlos Vacca (PSDB), que já governou a cidade por dois mandatos (e a mulher dele, Leila, por outros dois) se apresenta como candidato, mas ainda não tem definido o seu vice e nem a chapa de vereadores. A outra candidatura tida como certa na cidade é do pastor Adilson Vera (PRB)
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia